CARNE AROUQUESA - DOP

denominação de origem protegida - DOP
Carne Arouquesa

Entende-se por CARNE AROUQUESA , as carcaças ou as peças embaladas e refrigeradas obtidas a partir de animais da raça Arouquesa, inscritos no Registo Zootécnico, filhos de pai e mãe inscritos no Registo Zootécnico da Raça Bovina Arouquesa. Podem beneficiar do uso da Denominação de Origem as carcaças de vitela, novilho, vaca e boi, ou as peças delas provenientes nas seguintes condições:

  • Vitela – carcaças de animais abatidos entre os cinco e os nove meses de idade, com um peso compreendido entre 70 Kg e 135 Kg;
  • Novilho – carcaças de machos e fêmeas sem parto, abatidos entre os nove e os vinte e quatro meses de iadade, com um peso compreendido entre os 136 Kg e os 230 Kg;
  • Vaca – carcaças de fêmeas com ou sem parto, abatidas entre os dois e quatro anos, com um peso mínimo de 150 Kg;
  • Boi – carcaças de machos castrados, abatidos entre os dois e os cinco anos, com um peso mínimo de 150 Kg.

A carne apresenta determinadas características, todas elas definidas no Caderno de Especificações, tais como:

  • Gordura – é de coloração variável, sendo branca (vitela), branca a cremosa (novilho) e amarelada (vaca e boi);
  • Cor – é variável, sendo rósea-clara a rosa pálida (vitela), rosa a vermelho-claro (novilho) e avermelhado a vermelho-escuro (vaca e boi);
  • Consistência da Carne – firme e ligeiramente húmida;
  • Cheiro e Sabor – em todas as classes, o cheiro e o sabor são sui generis .

O uso da Denominação de Origem « Carne Arouquesa » obriga a que a carne seja produzida de acordo com as regras estipuladas no caderno de especificações, o qual inclui, designadamente, a identificação dos animais, o saneamento e a assistência veterinária, o sistema de produção, a alimentação, as substâncias de uso interdito e as condições a observar no abate e conservação das carcaças.

Comercialmente, a “Carne Arouquesa” apresenta-se em carcaças ou em peças acondicionadas em sacos ou em recipientes plásticos dos quais conste a menção «Carne Arouquesa – Denominação de Origem Protegida».

A rotulagem deve cumprir os requisitos da legislação em vigor, onde deve constar as menções «Carne Arouquesa – Denominação de Origem Protegida», para além da marca de certificação aposta pelo respectivo organismo privado de controlo e certificação.

Só podem beneficiar do uso da Denominação de Origem, os produtores que sejam expressamente autorizados pelo Agrupamento de Produtores ANCRA – Associação Nacional dos Criadores da Raça Arouquesa , se comprometam a respeitar todas as disposições do caderno de especificações e se submetam ao controlo a realizar pelo Organismo Privado de Controlo – OPC, que é a NORTE E QUALIDADE – Instituto de Certificação de Produtos Agrícolas, Agro-Alimentares, Artesanais e Outros. 

A Área Geográfica de Produção (nascimento, cria e abate dos animais) está circunscrita aos Concelhos de Arouca, Baião, Castelo de Paiva, Castro Daire, Cinfães , Oliveira de Frades, S. Pedro do Sul , Sever do Vouga, Vale de Cambra, Vouzela e Resende (com excepção da Freguesia de Barrô) ; às Freguesias de Arnoia, Britelo, Carvalho, Gagos, Gémeos, Infesta, Molares, Moreira do Castelo, Ourilha e Santa Tecla do Concelho de Celorico de Basto; às Freguesias de Aboadela, Aboim, Ansiães, Chapa, Candemil, Carneiro, Carvalho do Rei, Cepelos, Fridão, Fregim, Gatão, Gondomar, Jazente, Lomba, Louredo, Lufrei, Madalena, Padronelo, Salvador do Monte, Sanche, São Gonçalo, S. Simão de Gouveia, Telões, Várzea, Vila Caiz, Vila Chã do Marão e Vila Garcia, do Concelho de Amarante; às Freguesias de Aliviada, Folhada, Tabuado, Soalhães eVárzea de Ovelha, do Concelho de Marco de Canaveses; às Freguesias de Carregosa, Fajões, Ossela e Palmaz do Concelho de Oliveira de Azeméis; à Freguesia de Vale do Louredo do Concelho de Santa Maria da Feira; à Freguesia de Ribeira de Fráguas do Concelho de Albergaria– a–Velha; às Freguesias de Almacave, Avões, Bigorne, Cepões, Ferreiros de Avões, Lalim, Lazarim, Magueija, Meijinhos, Melcões, Penude, Pretarouca, Sé e Vila Nova do Souto dÉl Rei, do Concelho de Lamego; à Freguesia de Várzea da Serra, do Concelho de Tarouca; às Freguesias de Pendilhe, Touro e Vila Cova à Coelheira do Concelho de Vila Nova de Paiva; às Freguesias de Calde, Campo, Cota, Bodiosa, Lordosa e Ribafeita do Concelho de Viseu; às Freguesias de Caparrosa, Guardão, Mosteirinho, S. João do Monte e Silvares do Concelho de Tondela .

A área de implantação na Região Agrária do Centro é de 124 931 ha.

 

Agrupamento de Produtores

ANCRA – Associação Nacional dos Criadores da Raça Arouquesa
Mercado Municipal – Apartado n.º 12
4 694 - 909 CINFÃES
Tel.: +351 255 562 197
Fax: +351 255 562 197
Email : ancra@hotmail.com 

OPC –Organismo Privado de Controlo e Certificação

Em actualização

todos os produtos


mais informação